Get Adobe Flash player

"Eu nunca imaginei que isso iria acontecer. É uma loucura como tudo funcionava. Foi tudo planejado por Deus", contou Ashley

A americana Ashley McIntyre ficou comovida com a história de Danny Robinson, um desconhecido que estava em tratamento de diálise, procedimento que remove substâncias tóxicas que ficam retidas quando os rins deixam de funcionar, precisava de um rim e resolveu doar o seu. Mas a história acabou tomando um rumo diferente. 

Meses depois da cirurgia, os dois trocaram mensagens de texto e ficaram próximos, até que começaram a namorar. Em dezembro de 2014, ele pediu Ashley em casamento e ela acabou engravidando do primeiro filho. 

http://e-c4.sttc.net.br/uploads/RTEmagicC_ebcad7ad87.jpg.jpg

(Foto: Reprodução/Facebook)

"Eu nunca imaginei que isso iria acontecer. É uma loucura como tudo funcionava. Foi tudo planejado por Deus. Eu sei que ser um doador não é possível para várias pessoas, mas é algo para se pensar. É uma coisa humana, algo que você irá fazer por outra pessoas e poderá mudar a vida dela", disse ela em entrevista ao "USA Today".

A história do casal é inédita, pois apenas 1% das doações de órgãos de pessoas vivas são de estranhos. A história de Danny chegou aos ouvidos de Ashley  por causa da mãe dela que escutou a história no rádio. 

Danny foi diagnosticado com câncer aos 16 anos com uma doença chamada nefropatia por IgA, em que anticorpos se alojam nos rins, causando inflamação que gradualmente danifica o órgão. Os familiares se ofereceram para doação, mas ninguém era compatível, o que fez Danny ficar dois anos na fila de espera para um transplante. 

Durante os dois anos, Ashley mandou uma mensagem para o programa de rádio pela página do Facebook. A americana passou por vários testes e descobriu que eles eram compatíveis. Após a cirurgia, feita em abril, Ashley ficou com um rim e Danny com três, os seus dois que não funcionavam direito e mais o que foi doado por ela.

Do: correio24horas

Todos os direitos reservados © 2013.

fixmyairandheat.com