Get Adobe Flash player

Unha amarelada, coceira, queimação nos pés, entre outros sintomas, podem representar de micose a doença de Crohn

pixabay

(foto: Pixabay)

Eles nos carregam para todos os lugares e só "descansam" à noite, quando dormimos. Claro que estamos falando dos pés, que costumam ser os membros do corpo menos cuidados pelas pessoas, que só se preocupam com eles quando algo de errado acontece. Aliás, com que frequência você repara na aparência de seu pé?

 

Segundo o portal americano de notícias de saúde dailyRX, existem vários problemas de saúde que podem ter reflexos nesses membros inferiores.
 
De uma simples infecção causada por fungos a câncer no pulmão, cofira algumas explicações do site dailyRX para mudanças na aparência dos pés:
 
Pés frios
A sensação exgaredada de nos dedos dos pés pode ser sinal de má circulação sanguínea. O ato de fumar e os problemas graves que ele provoca, como a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), podem reduzir a capacidade de absorção de oxigênio dos pulmões, levando a níveis mais baixos do elemento no sangue. Alterações cardíacas, como a doença arterial periférica, também podem causar estreitamente das artérias, o que dificulta a circulação de sangue em todo o corpo. As extremidades, como as mãos e os pés, são especialmente sensíveis à má circulação, o que gera a sensação de frio.
 
Coceira
Apesar de parecer uma reação mais grave, a sensação de coceira nos pés está mais ligada a problemas com fungos, como o famoso 'pé de atleta'. O uso constante de calçados fechados cria um ambiente propício para o aparecimento de infecções fúngicas – especialmente a mistura de calor e umidade, neste caso, gerada pelo suor. O pé de atleta é contagioso, mas pode ser tratado com antifúngicos vendidos em farmácias. Vale dizer que a coceira também pode ser gerada por reação alérgica a cremes usados na pele ou como resultado de doenças autoimunes, como a psoríase.
 
Descoloração
Um problem conhecido como fenômeno de Raynaud pode causar a mudança de cor na pele quando a pessoa é exposta ao frio ou ao estresse. Neste caso, a pele fica branca, à medida que as artérias se estreitam e o fluxo de sangue se reduz. A região afetada pode ficar fria e até entorpecida – se a circulação se restringir demais, a pele pode ficar azulada. Com a volta à normalidade do fluxo de sangue, o pé também retoma a coloração natural. O fenômeno de Raynaud não tem uam causa definida, mas pode ser indício de um problema mais grave, como a artrite reumatoide ou o lúpus.
 
Baqueteamento digital
A região do entorno das unhas dos pés pode sofrer com o baqueteamento digital, que causa amolecimento da parte de baixo das unhas, aumento da circunferência das pontas dos dedos e da curvatura das unhas. O baqueteamento pode ser resultado de doenças cardíacas e pulmonares, que reduzem o nível de oxigênio no sangue. As alterações também podem estar ligadas a problemas sérios como câncer de pulmão, doença cardíaca e de Crohn.
 
Pés inchados
O inchaço dos pés, ou edema, pode surgir devido a condições normais, como passar muito tempo em pé ou usar calçado apertado, e até como resultado de uma lesão no tornozelo. Porém, caso esse inchaço dure mais de três dias, pode ser um problema mais grave, como acúmulo de fluidos decorrentes de doença cardíaca congestiva, doença renal ou até como efeito colateral de remédios para diabetes e hipertensão. O inchaço dos pés pode ainda ser resultado de inflamações causadas pela artrite reumatoide ou pela oesteoartrite.
 
Queimação
A sensação de queimação nos pés por ser leve, causando entorpecimento e formigamento, e até grave, quando há dor excessiva. A origem desta sensação vai desde cansaço e pé de atleta a casos mais graves, que representam um sinal de lesão nos nervos, em decorrência do diabetes ou da doença arterial periférica. Normalmente, o repouso com os pés para cima ou o banho deles em água fria pode reduzir a dor e a queimação.
 
Dor no dedão
Quando a dor no pé está localizada na ponta e no canto do dedão, pode ser unha encravada. Mas, uma dor repentina e forte que se repete na articulação do dedão pode ser indício de gota. Os sintomas desta doença incluem dor articular intensa seguida por desconforto prolongado, especialmente à noite, sem qualquer aviso prévio. A artrite reumatoide também pode causar o efeito dolorido nas articulações dos dedos dos pés e das mãos.
 
Unhas amareladas ou esbranquiçadas
A descoloração das unhas pode ser sinal de problema. Micoses costumam começar com pontinhos amarelados nas unhas dos pés e, se não tratadas, se espalham para os demais dedos. Apesar da aparência ruim, a coloração amarelada não causa danos severos, a não ser que a pessoa tenha diabetes, já que a infecção fúngica, neste caso, pode prejudicar a circulação sanguínea dos pés e levar a graves complicações. Agora, se as unhas estiverem com a base esbranquiçada, pode ser sinal de leuconíquia, ou seja, manchas brancas que aparecem à medida que a unha cresce. Elas não indicam deficiência de vitaminas e, normalmente, são consideradas inofensivas. Mas, uma mancha branca na ponta da unha pode ser uma infecção causada por fungos. Se não tratada, pode levar à perda da unha.
Do revistaencontro

Todos os direitos reservados © 2013.

fixmyairandheat.com